O que a Gastronomia me ensinou sobre Desenvolvimento de software

Acompanhando meu esposo, que está estudando gastronomia, comecei a me interessar pelo assunto. Primeiro comecei a escutar todas as histórias de sucesso de grandes Chefs Internacionais da Gastronomia e também dos próprios professores dele no IFSC (inclusive que também têm formação internacional). Achei interessante todos os conceitos que são usados na Alta Gastronomia e assisti alguns filmes relacionados com o assunto.

Daí com todos os problemas que eu já passei em empresas nas quais trabalhei e depois de um estudo aprofundado sobre o tema Qualidade no desenvolvimento de software eu conclui: tudo a ver! Nas linhas seguintes vou explicar o porquê.

Continuar lendo

Anúncios

O que vai rolar no Testathon Chapter 14: São Paulo do Dia 12?

O que é o Testathon?

Testathon é um evento no modelo de Hackaton mas para Testers. Por um dia o participante irá testar os Applicativos mais famosos mundialmente como Facebook, Instagram e Messenger juntamente com alguns dos melhores QAs do mundo, vai concorrer a premiações e se DIVERTIR muito! 🙂

Continuar lendo

CNQS: Palestra Data-Driven Quality no Scrum

Dia 28/07 rolou minha palestra sobre métricas Ágeis  no Congresso Nacional de Qualidade de Software.

13524338_520919648098668_6394431570347827279_n

 

O CNQS já passou, mas todas as palestras ainda estão disponívels para você assistir quando  e onde quiser, é só acessar este link e ter disponível todas as palestras.

TESTE: :http://pages.rdstation.com.br/teste-origem-do-lead

 

Mitos dos Testes Exploratórios

Os testes exploratórios são um tipo de teste onde são usados seus skilss, conhecimento e experiência como premissa para os testes. É portanto um teste baseado em experiência.

  • Com eles você descobre novas informações em caminhos que possivelmente ainda não explorados. Você pode usá-los para encontrar bugs que outras técnicas não cobrem.
  • Testes Exploratórios não são lineares, ou seja, com eles eu devo procurar novos caminhos para executar entradas e saídas variadas. – Para que você entenda melhor, se eu crio um checklist de problemas que eu encontrei no passado e verifico isto novamente, isto é uma abordagem linear.

A seguir vamos falar sobre alguns mitos dos Testes Exploratórios.

Continuar lendo

Lean Software Testing: 2. Lean Software Development

Agora que já foi falado brevemente sobre as raízes do Lean no post anterior, vamos falar sobre Lean Software Development e, para tal, tomei a liberdade de ler e fazer um resumo do conteúdo que li no Livro “Lean Software Develpment: An Agile Toolkit” de Mary Poppendieck e Tom Poppendieck. Espero que gostem!

Continuar lendo

Gestão de defeitos no github

Segundo Rex Black, presidente do ASTQB (American Standards Testing and Quality Board), Fundador da empresa RBCS Consultants e autor de vários livros na área, risco é a possibilidade negativa de um evento ou saída indesejada. Um risco em específico é qualquer problema que pode ocorrer e diminuir as percepções do cliente ou usuários em termos da qualidade do produto ou do sucesso do cliente. Mas e como fazemos um paralelo do Lean, Riscos e Gestão de Defeitos de uma forma prática?

Continuar lendo

Quality Assurance vs. Quality Control

Na área de Qualidade de Software algumas mudanças estão ocorrendo relacionadas ao papel das pessoas que “cuidam” para que tudo esteja funcionando de acordo com as expectativas dos usuários. A missão é a mesma, mas a tarefa mudou um pouquinho de acordo com o tempo e as últimas alterações de metodologias e de pensamento.

O que antes era “testar no final” ditou por muito tempo as regras e foi considerado tarefas de Quality Control mas, agora mudou! As empresas não estão mais interessadas em chegar na ponta com defeitos de produção e entrar no famoso ciclo constrói/testa/conserta/re-testa, querem fazer certo desde o primeiro momento! E isso é bom, nos traz uma infinidade de possibilidades em como atuar em todo o flow de desenvolvimento do software.

Continuar lendo