Metodologias Ágeis – princípios, conceitos e prática

Princípios do Manifesto Ágil:
  • Indivíduos e interação entre eles mais que processos e ferramentas
  • Software em funcionamento mais que documentação abrangente
  • Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos
  • Responder a mudanças mais que seguir um plano
Conceitos de Scrum:
O Scrum é um framework para a resolução de problemas. Ou seja, um conjunto de diretrizes e ferramentas que podem auxilia-lo a gerir um projeto. A vantagem do Scrum em relação a outros métodos ágeis é que ele é relativamente simples de implantar e extremamente útil em situações onde é difícil prever os problemas futuros. O método também é mais democrático já que as opiniões de todos são igualmente ouvidas e desta maneira fica muito mais fácil estimar prazos, definir funções e criar soluções.
O Time Scrum é um conjunto multidisciplinar de profissionais. Estes times devem ser auto geridos, ou seja, não existe hierarquia ou a figura de um líder. O time deve decidir, em conjunto a melhor forma de completar o seu trabalho ao invés de receber ordens externas de alguém que não faz parte da equipe e por isto não tem o conhecimento empírico para determinar prazos, por exemplo. A opinião de todos deve ser igualmente ouvida e respeitada. Mas existem alguns papéis fixos para auxiliar o bom andamento do trabalho.
Product Owner representa a voz do cliente, do dono da empresa, enfim, de todas as pessoas externas a equipe. Ele é responsável por traduzir as histórias dos usuários em uma lista de tarefas concretas, expressar claramente quais são as funcionalidades a serem desenvolvidas e definir a prioridade de cada uma de uma forma objetiva.
O Scrum Master é o facilitador, ele acompanha o bom andamentos dos jobs e garante que todos tenham as ferramentas necessárias para cumprir suas tarefas. Tipicamente o Scrum Master é o cara que conhece melhor as regras do Scrum e portanto consegue organizar o jogo de maneira mais efetiva.
Scrum na prática:
No Scrum, os projetos são divididos em ciclos (tipicamente mensais) chamados de Sprints. O Sprint representa um Time Box dentro do qual um conjunto de atividades deve ser executado. Metodologias ágeis de desenvolvimento de software são iterativas, ou seja, o trabalho é dividido em iterações, que são chamadas de Sprints no caso do Scrum.
As funcionalidades a serem implementadas em um projeto são mantidas em uma lista que é conhecida como Product Backlog. No início de cada Sprint, faz-se um Sprint Planning Meeting, ou seja, uma reunião de planejamento na qual o Product Owner prioriza os itens do Product Backlog e a equipe seleciona as atividades que ela será capaz de implementar durante o Sprint que se inicia. As tarefas alocadas em um Sprint são transferidas do Product Backlog para o Sprint Backlog.
A cada dia de uma Sprint, a equipe faz uma breve reunião (normalmente de manhã), chamada Daily Scrum. O objetivo é disseminar conhecimento sobre o que foi feito no dia anterior, identificar impedimentos e priorizar o trabalho do dia que se inicia.
Ao final de um Sprint, a equipe apresenta as funcionalidades implementadas em uma Sprint Review Meeting. Finalmente, faz-se uma Sprint Retrospective e a equipe parte para o planejamento do próximo Sprint. Assim reinicia-se o ciclo. Veja a ilustração abaixo:
Imagem

 

Fontes da Pesquisa:
Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s